terça-feira, 29 de abril de 2014

Coleção Histórica Nº 40


Nessa postagem comento sobre a Coleção Histórica # 40, formada pelas 5 revistas números 40: Mônica (1973), Cebolinha (1976), Chico Bento e Cascão (1984), e Magali (1990).

Na capa dessa vez é a Tonica, prima do Cascão, dos primórdios da MSP, com imagem tirada da história "A dona da rua", de Mônica # 2 (Ed. Abril, 1970). Nesse volume marca sendo o o último gibi da Magali de 1990, e, consequentemente o último dela dos anos 80. Estamos desde 2010 só com edições dela de 1990 e só agora terminou.

Curiosamente que as revistas desse volume tiveram formato diferente. A largura do gibi da Mônica veio 0,3 centímetro menor, enquanto que os gibis do Cascão e da Magali vieram com a altura 0,3 centímetro maiores em relação aos outros. Parece pouca coisa, mas deu pra perceber a diferença. Aliás, sempre achei que o formato dos gibis da Mônica e Cebolinha tinham que ser maiores que os outros para ficarem iguais como eram nos anos 70, que tinham altura 2 cm maiores e acho que na CHTM devia ser assim também para ficarem iguais às originais.

Muito boa essa edição, eu só não posso dizer da distribuição que está cada vez pior. Já costumam chegar nas bancas sempre de um mês para o outro, o que já é errado. A CHTM # 39 mesmo, original de janeiro, só chegou nas bancas dia 05/02. Só que esse volume # 40 extrapolaram no atraso. Originalmente é de março, mas só chegou aqui no meu bairro dia 22/04, um mês depois do lançamento real, e mesmo assim só 1 exemplar em 1 só banca. Na outra banca que vende, até agora nada. 

Nunca atrasou tanto desde que passou a vender aqui. Assim fica difícil acompanhar a coleção. Dá impressão que querem forçar o pessoal fazer assinatura, e isso não faço porque além do pacote vir junto com a terrível Turma da Mônica Jovem e aturar todo mês TMJ não dá, tem o fato que tem meses que nem recebe CHTM e ainda não tem garantia de receber no prazo, visto que vejo muita reclamação por aí sobre assinaturas da Panini. Prefiro comprar nas bancas, mesmo superatrasado como foi dessa vez e não recomendo assinatura.

Outro ponto ruim da distribuição é que não são todas as bancas que vendem e poucos exemplares cada uma. No meu bairro só 2 bancas que vendem, e ainda assim com essa limitação de 1 ou 2 exemplares por banca. O ideal eram todas as bancas vendessem com tiragem igual a qualquer gibi. Não entendo essa distribuição tão horrorosa da Panini. Enquanto isso, as mensais convencionais chegam em todas as bancas e com grande tiragem. Vai entender.

A seguir, comento cada revista separada desse box, destacando o título e sinopse das histórias de abertura de cada uma e o que for relevante em cada revista.



Histórias de abertura e comentários gerais:

Mônica - "Olho por olho" - Cebolinha resolve xingar a Mônica de bicicleta e ela começa a persegui-lo intensamente de todas as maneiras para bater nele.

A história de abertura foi curta de 5 páginas, o que era normal de acontecer na época. Aliás, a maioria das histórias desse gibi foram curtas, tudo variando entre 4 a 6 páginas cada um, prevalecendo 5 páginas. A única mais desenvolvida foi a do Astronauta com 14 páginas.  

Como destaque, a história "A Datilógrafa", em que a Mônica ganha uma máquina de escrever e faz questão de mostrar para os meninos que sabe digitar nela. É interessante a máquina de escrever estar extinta atualmente e é bom ver roteiro datado assim. Todas as histórias que foram comentadas foram escritas pelo Maurício, mas nem todas informam quem desenhou. E na história do Chico Bento não há informação de crédito nenhum.

Cebolinha - "Jacaré de estimação" - Um caminhão do Zoológico deixa cair na rua um filhote de jacaré, que vai parar debaixo da cama do Cebolinha. Ele, então, passa a cuidar do jacaré dando o nome de Onofre, pensando que é uma lagartixa, e quando cresce causa confusão.

Essa história virou desenho animado em 1987, no filme "Mônica e a sereia do rio", com o mesmo roteiro, sendo que no filme o final foi alterado em relação à história do gibi por ser politicamente incorreto.

Na história "Loucuras do Louco", ele aparece com camisa rosa e calça vermelha, ou seja, com cores invertidas que estamos acostumados. Nessa época, ele começou a aparecer assim em algumas histórias mesmo. Essa história até eu já conhecia republicada, e parece que a partir de agora já vou começar a lembrar também de algumas histórias do Cebolinha que foram republicadas nos almanaques da Globo.

Trecho da HQ "Loucuras do Louco"

De destaque a história "Elton Rolo John", em que o Rolo quer se tornar um cantor famoso de rock, igual ao Elton John e para mostrar isso a Tina, ele apronta muito com ela, com muitas cenas de pastelão, tão característico nessa fase deles, que já estavam menos voltadas ao mundo hippie.

Trecho da HQ "Elton Rolo John"

Tem história bacana da Magali nesse gibi, "Magali, a faminta", até longa, por sinal, em que a Magali passa a ficar com boca enorme e comer tudo pela frente depois de usar uma fórmula misteriosa do Franjinha por engano. O que é de estranhar um pouco porque histórias da Magali eram raras e quando tinha eram nos gibis da Mônica.

Sobre créditos das histórias, de 10 histórias comentadas, só a de abertura teve créditos completos de nome de roteiristas, desenhista e arte-final. Nas outras, faltaram pelo menos uma informação dessa e em 4 histórias não informaram crédito nenhum.   

Chico Bento - "Vai tomar banho" - Chico toma banho de bacia e ao perceber a Rosinha se aproximando da sua casa, ele faz de tudo para que ela não o veja pelado.

Apesar de prevalecer o caipirês da época, no primeiro quadrinho, alteraram a fala do Chico de "percurano", como era na original, para "percurando". Porém, no quadrinho a seguir e na história "A língua" ele fala os gerúndios como foi publicado na revista original de 1984.

Trecho da HQ  "Vai tomar banho!"

Como destaque a história "Um correio muito bagunçado", em que o Chico manda um pombo-correio enviar uma carta para Rosinha e o pombo só envia para as pessoas erradas. Muito engraçada e a arte muito boa também. Lembrando que atualmente não tem histórias com pombos, então se torna incorreta também. Aliás, esse gibi todo do Chico é incorreto.

Nos comentários,  não informou nome do roteirista na história "Os perigos da noite". Uma coisa boa que não colocaram no rodapé das páginas os nomes do personagem junto com a numeração (tipo, "CHICO BENTO - 3"). Isso não existe mais nos gibis do Chico Bento e nem do  Cascão desde novembro de 1983, e eles insistiam em continuar colocando. Finalmente tiraram, deixando como foram nas originais, como tem que ser. O mesmo vale par ao gibi do Cascão.   

Cascão - "O poder da concentração total" - Cascão inventa que não sente dor ao pisar em um prego e tem o poder de concentração ao Cebolinha e, com isso, os meninos mandam que o Cascão fique sentado em tachas de pregos que nem um Faquir.

De destaque, a história "O fantasma do Fantasmo" do Penadinho com o super-herói Fantasma que morre e vira fantasma. Era muito comum histórias com super-heróis na época.

Trecho da HQ "O fantasma do Fantasmo"

Nas histórias "Vida de índio" e "O engraxado", do Bidu, não informam créditos de roteiristas nelas. Aliás, falando em comentários da história do Bidu fiquei sabendo que nos gibis atuais, eles não fazem mais histórias e tiras evolvendo trocadilhos por causa do mercado internacional. Logo os trocadilhos que eram a marca registrada também estão de fora atualmente. Não gostei. É cada coisa...

Magali - "Um sujeito misterioso" - O diabo disfarçado tenta convencer a Magali a assinar um contrato para ela vender a sua alma.

Termina os anos 80 com uma história curta de 5 páginas, muito comum na época. E impublicável, já que não existem mais histórias com diabo.

Já na história "Plano comestível", em que o Cebolinha faz um plano para a Magali diminuir seu apetite, é de quando os personagens não tinham data fixa de aniversário e em qualquer edição e em qualquer mês eles podiam ter histórias desse tema, e ainda assim eram bem raras. Com isso, o Cebolinha fez aniversário nessa história em dezembro. Atualmente a data é fixa de 24 de outubro e em todos os anos os gibis de outubro do Cebolinha tem histórias de aniversário dele.

Na história "Sincera Demais", em que a Magali faz fofoca de todo mundo, temos a presença da Denise bem diferente da atual, já que na época em cada história ela tinha um visual diferente. Nessa história, mudaram muito a colorização do cabelo do Quinzinho. Na original, o tom era claro e agora colocaram um marrom escuro bem forte, diferenciando completamente da original. Tinham que colocar da cor que ficou o da Denise nessa edição, já que na original os 2 ficaram com a mesma cor do cabelo. Abaixo uma comparação das 2 revistas, sendo a imagem da esquerda a original de 1990 e a da direita a da CHTM # 40:

Comparação da HQ "Sincera Demais": cor do cabelo do Quinzinho diferente

Ainda vemos a Mônica falando Droga e chamando o Cebolinha de peste, coisa que não existe atualmente. Ainda bem que não alteraram isso nessa CHMT:

Trecho da HQ "Sincera Demais"

O que chama a atenção também foi a capa dessa da Magali da Coleção Histórica que também não gostei. Tiraram o degradê que tinha na original e mudaram o tom do rosa deixando em um tom salmão. E o tom do verde no logotipo também foi alterado. Ficou toda completamente diferente da original assim e mudou pra pior. Além disso, colocaram o selo da CHTM e da editora ao lado do logotipo, sem necessidade, com tanto espaço para encaixar. Desse jeito, o logotipo fica menor e diferenciando da original também. E a proporção do desenho ficou maior nessa CHTM. Como conseguem estragar uma capa tão bonita. Abaixo, a comparação das 2 capas. A de 1990 é infinitamente melhor:

Comparação entre as capas de 1990 e da CHTM # 40

Como esse foi o último gibi da Magali de 1990, a partir do próximo número e nos próximos 4 anos os gibis da Magali na CHTM serão de 1991. Então, que venha 1991!

32 comentários:

  1. Olá! Eu gostei da capa da Magali assim, com a cor uniforme. Ficou mais viva e realçou o desenho dela e também o logotipo verde. A história da Mônica "A Datilógrafa" eu a tenho aqui nestes almanaques que mostrei há poucos dias. É engraçada. rsrsrs...
    A partir de agora, penso que você vai começar a encontrar mais HQs conhecidas pra ti. Os almanaques já começavam a pegar as HQs dessa numeração em diante para republicarem e isso calhou bem no "nosso tempo'. Como você é um leitor bem mais assíduo do que eu, penso que você vai se lembrar de muito mais história.

    Abraços. Tudo de bom pra você e obrigado por colocar aqui como elas são.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fabiano, desses gibis da CHTM eu conheço quase todas as hqs do Cascão e do Chico por causa dos almanaques da Globo (quando não, é 1 por edição), e as da Magali tenho as originais. Aí, compro mesmo por causa da Mônica e Cebolinha q aí são inéditas pra mim.

      Porém, as do Cebolinha a partir de 1977 tbm vou passar a lembrar tbm ( e algumas de 1976, como essa do Louco). Aí nem sei se vou continuar a colecionar por causa disso...

      Sobre a cor da capa, aí é gosto pessoal, mas independente disso, tinha q manter como a original. Que bom q q gostou da postagem. Abraços e tudo de bom pra vc.

      Excluir
  2. Oi Marcos, aqui a CHTM chegou na banca, domingo passado. A minha como é de assinatura já tinha chegado. Como eu não renovei a assinatura por causa da TMJ que vem junto, a partir da edição 42 vou ter que comprar na banca mesmo. Eu adoro a CHTM, sua postagem ficou ótima. Eles estão diminuindo o tamanho dos gibis mesmo, até nos gibis Disney (futebol 2014 vol.2) diminuíram 3 milímetros também. Abs.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Então, se prepare a partir da 42 esperar pra caramba pra chegar. Mas pelo menos vc se livra da horrível Turma da Mônica Jovem. Acho melhor comprar na banca do q assinatura.

      O tamanho do gibi é curioso sim, parece pouca coisa, mas faz diferença. Mas pra mim tanto faz isso. Só acho q os da Mônica e Cebolinha deveriam ter o mesmo formato dos anos 70.

      Abraços

      Excluir
    2. Marcos, eu nem quero pensar mais em TMJ, tamanha a desilusão. Quanto ao tamanho é verdade, acho que o formato antigo era uns 2 cm mais alto. Como eu tenho problema de visão, então quanto maior o gibi, melhor. Abs.

      Excluir
    3. Mas sabe que o enquadramento das hqs eram iguais nos anos 70? Só ficavam um espaço maior nas laterais, principalmente na parte superior e inferior, deixando mais centralizado. De resto era tudo igual. Abraços

      Excluir
  3. Não sei se sou só eu, mas não ligo muito da capa ter algumas alterações, não gosto mesmo quando o personagem sai muito do que ele era antes (como vimos com o Pelezinho, Tina e etc). Por exemplo ganhei da minha esposa um gibi do Cebolinha da Panini (não lembro qual, estou no trabalho) em que 90% das vezes em que ele aparece está de língua de fora e gritando iiiáááááá! Cara, isso me irrita profundamente...Texto nota 10, parabéns.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah sim, quando muda as hqs é muito pior. Mas por mim não mudavam nada pra não tirar a magia da época. Esses gibis novos tem muitas caretas, desenhos tudo feito carimbo e roteiro fracos na maioria, nem dá pra acompanhar.

      Valeu por ter gostado da postagem.

      Excluir
  4. Bom, Marcos, vc sabe da minha saga para encontrar essa edição! Eles precisam melhorar a distribuição urgentemente... De todos esses gibis, o do Cebolinha é muito especial pra mim por conta do desenho animado... bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Essa distribuição é horrorosa, tomara q melhorem. Pois é, a história do filme ficou exatamente igual do gibi, só atualizado pelos desenhos dos anos 80. Pena q mudaram o final no filme, mas tudo bem. bjs

      Excluir
  5. Eu sei que não vem ao caso agora só que eu acho interessante comunicar isso.

    No Almanaque do Cascão #40,eu percebi uma pequena alteração na história de abertura.

    È o seguinte:nela Cascão quer fazer um topete ai ele conta com a ajuda do Cebolinha para isso.No original,no momento que ele fala "Aquele ASSASINO quer me molhar" alteraram para "Aquele MALVADO quer me molhar",ou seja,trocaram assasino por malvado.Ainda bem que essa mudança não atraplahou o sentido da história.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah, essas alterações são frequentes atualmente. virando uma paranoia. Já vi coisas piores. Pior q até na Coleção Histórica as vezes mudam alguma coisa. Lamentável essa alteração. E qualquer uma tbm.

      Excluir
  6. Mais uma postagem bacana!!

    Marcos, também queria fazer uma pergunta meio nada haver, mas as suas CHTM sempre chegam com a box bonitinha? Pq aqui não chegam super amassadas, mas sempre tem um amassadinho. Geralmente na lombada. Eu vejo sua lombada bem retinha... Puxa, que inveja!!!

    Sempre passo aqui antes de adquirir qualquer título, até mesmo essa CHTM!!!
    E a do Pelezinho nº6?? Já deveria ter saído? Ou é tbm está muito atrasada?

    Valeu!!

    Bruno...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Quase sempre chegam em ótimo estado. Muito raro não chegar. Mas as vezes tem amassos na lombada, sim.

      Já a do Pelezinho já devia ter chegado por ser de abril, mas essa tbm sempre chega de um mês para o outro. Se não chegar até dia 10/05, aí sim ficará superatrasada q nem essa.

      Excluir
  7. Marcos, gostaria de lhe fazer uma consulta sobre uma revista antiga. Você pode me passar um e-mail seu? Obrigada! Fabiana

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah, se é só sobre revista pode perguntar por aqui mesmo. Se tiver q ser só por e-mail avisa q aí mando...

      Excluir
  8. Ótima postagem. Realmente eu também senti a demora, bem depois da metade do mês é que foi chegar a coleção. Não dá pra entender por que isso acontece...
    Mudando de assunto, sim, as "caretas" e os "olhos arregalados e separados" são algo extremamente irritante nas revistas atuais, que fazem perder a graça de personagens tão queridos. Essas "caretas" são um verdadeiro horror e deviam repensar isso em caráter de emergência.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Dessa vez atrasaram muito. Tomara q melhorem essa distribuição q anda muito a desejar.

      As caretas já foram piores, vc lendo uma revista de 2005, 2006, até mesmo os primeiros da Panini por exemplo, vc se surpreende. Mesmo assim ainda estão horrorosas as caretas e ai junta com os traços digitalizados, aí piora de vez.

      Excluir
  9. E a Coleção Histórica do Pelezinho?
    Será que desistiram depois daquelas alterações nas Melhores Histórias?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Carlos é original de abril, mas até agora nem a capa divulgaram. Com certeza será a capa da Nº 16 estampada. Se nem capa divulgaram, já sabe que vai demorar mais ainda dessa vez.

      Excluir
  10. "mas deu pra perceber a diferença"
    - Olha, não notei. Passou batido. Acho que é porque vou retirando uma por uma para ler. Mas você foi BEM atencioso nisso.

    Ah, na banca que frequento, chegaram três exemplares, como sempre.

    Box excelente. Li no mesmo dia em que comprei. Pensei que não chegaria mais. Vai que o MSP desiste da publicação de repente...

    Abraços!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Dessa vez chegou bem atrasada mesmo, pelo menos chegou antes tarde do q nunca rs

      Sobre o tamanho, notei quando juntei os gibis pra colocar na caixinha, aí deu pra ver. É pouca coisa e não sei se todos os exemplares vieram assim (acredito q sim).

      E realmente esse box é excelente. Tomara q não parem de produzir, mas pode acontecer sim, se quiserem, e aí seria uma pena.

      Excluir
  11. Oi Marcos, moro no interior e nas bancas aqui nunca chega, sempre tenho que comprar direto no site da Panini, tenho que pagar pelo frete, mas vale a pena, pois estou acompanhando a Coleção.... Parabéns pelo Blog, seus comentários são nota 10.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Legal q tá gostando do blog. Sobre a distribuição, realmente não são todos os lugares q chegam. Uma pena. Vc podia tbm tentar pelo site da Saraiva, como comparação pelo frete. Quem sabe, cobram mais barato pra sua região (ou não).

      Excluir
  12. Qual foi o final de Um Jacaré de Estimação? (desse gibi ai)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. No final, o jacaré volta par ao zoológico e o Cebolinha coloca umas malas feitas com pele de jacaré debaixo da sua cama pra compensar a falta dele e poder dormir.

      Excluir
    2. Diferente e Incorreto......................
      na CHTM também foi assim ou mudaram alguma coisa ?

      Excluir
    3. Então, no desenho apareceu um filhote de cobra pra dormir com o Cebolinha e adotar como novo bichinho de estimação... já na CHTM cebolinha coloca umas malas de pele de jacaré embaixo da cama. Mudaram por causa do politicamente correto.

      Excluir
  13. Quem é o garoto que aparece na história de abertura do Cascão junto ao Cebolinha, Xaveco e Franjinha? Ele já apareceu em outas histórias?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ele é apenas um personagem figurante. Acho q só apareceu naquela hq mesmo

      Excluir
  14. eu não tenho a revista do cebolinha mas vi o desenho, como é o final da historia do jacarezinho no gibi?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. No final, o jacaré volta para o zoológico e o Cebolinha coloca umas malas feitas com pele de jacaré debaixo da sua cama pra compensar a falta dele e poder dormir.

      Excluir