sexta-feira, 3 de março de 2017

Capa da Semana: Mônica Nº 133

Uma capa em que a Mônica pendura a roupa que lavou bem na linha do telefone sem fio em que o Cebolinha e Cascão estavam brincando. Muito engraçada.

De curiosidade, entre 1997 a 2002 o gibi da Monica tiveram 13 edições por ano e então essa foi o segundo gibi dela de dezembro de 1997. O que refletiu na numeração total na Globo que terminou com 246 edições em vez de 240. O do Cebolinha também aconteceu isso, porém começou isso em julho daquele ano, na sua edição "Nº 128".

A capa dessa semana é de 'Mônica Nº 133' (Ed. Globo, Dezembro/ 1997).


21 comentários:

  1. Uma das poucas capas onde nao tinha piadinhas voltadas ao sansao, ela bater aos meninos, sua aparencia fisica ou sua força.Bem bolada e bem criativa.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A piada é mais do lado autoritário da Mônica, de ser da forma que ela quer, ser feminista. E se os meninos reclamarem ai coelhada na certa. Gostava dessa personalidade da Mônica...

      Excluir
    2. Marcos, feministas buscam igualdade, não trocar um extremo por outro. Só uma correção.

      Excluir
    3. Não digo nem nessa situação, mas em outras ao longo da trajetória. Falei por citar a personalidade da Mônica.

      Excluir
  2. autor,vc sumiu o que houve........bom,é uma pena que a rosana já não estava mais na MSP.....vc ainda achava essa fase da turminha legal(1997-1999),tiveram ainda os pesonagens falando droga,e algumas cenas incorretas.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Falta de tempo mesmo, mas sempre vai ter alguma atualização. Nessa fase de 1997-99 dava pra aceitar, mas foi a época que começou a aparecer o politicamente correto. Fora que ainda devia sair uma outra história inédita criada pela Rosana.

      Excluir
  3. Curioso você falar das 13 edições. Acabei de comentar isso no meu blogue também, só que foi no ano de 1987 com o gibi do Chico Bento, que era quinzenal. Em vez de ter 24 edições, aquele ano fechou o título com 25.

    Aí eu venho aqui e vejo você comentando algo similar.

    Imagino o quanto a Mônica foi folgada e provocativa. E os moleques, é claro, não se atreveram a reclamar.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se eles reclamassem iam apanhar com certeza rs.
      ,
      Sobre as edições, muita coincidência. E na verdade Cascão, Chico e Magali tinham 26 edições por ano por conta de meses que tinham 5 semanas. No ano de 1987 eles tiveram 25 porque a edição nº 1 deles atrasaram, não chegando na data certa nas bancas.

      Excluir
  4. Muito bacana..tenho essa na coleção e lembro de repetir o m~es..isso tb aconteceu com o Almanação de férias neste ano de 97! xD

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Legal que tem essa. Exato, Almanacão de Férias também tiveram 3 por ano nesse período. Normalmente saia em Dezembro e ai em janeiro já vinha outro, além do de julho.

      Excluir
  5. O Cebolinha só ficou espantado com a atitude, já o Cascão ficou bem brabo, e com certeza, além de estragar a brincadeira, a roupa ainda estava molhada, o que o deixa ele bem irritado mesmo! Muito boa essa capa!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade, bem legal esse detalhe. Com certeza ele não ia mais encostar na linha do telefone

      Excluir
  6. Curioso que só começaram a lançar 13 edições por ano de Mônica e Cebolinha em 1997.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. isso, antes era 12 edições normais.

      Excluir
    2. Isso era feito pra coincidir com a distribuição das quinzenais. Na verdade, Mônica e Cebolinha nessa época foram "quadrisemanais", enquanto que Cascão, Magali e Chico Bento eram "bisemanais". Daí, numa semana vinha Cebolinha e Cascão, por exemplo. Na outra vinha Mônica, Magali e Chico Bento. Na outra só Cascão e na outra só Magali e Chico Bento. Depois voltava de novo Cebolinha e Cascão e assim sucessivamente. Aí, como o ano tem 52 semanas, dividindo por 4 que era a periodicidade das revistas, resultava em 13 Mônicas e 13 Cebolinhas por ano. Creio que isso era feito pra facilitar e baratear a distribuição das revistas pelo país, entregando quinzenais e mensais no mesmo dia. Aliás, isso só acabou quando Cascão, Magali e Chico Vento se tornaram mensais com o dobro de páginas em 2003, o que deve ter ocorrido muito provavelmente pra diminuir ainda mais os gastos com distribuição, uma vez que agora essas revistas só vão pras bancas apenas 1 semana por mês, não mais em todas as semanas como antes. Fora a jogada de marketing que teve pelos gibis do Cascão, Magali e Chico Bento terem ficado mais grossos, o que deve ter aumentado a venda deles na época.

      Excluir
    3. Faz sentido mesmo. De qualquer forma não via necessidade de Mônica e cebolinha com 13 gibis por ano.

      Excluir
    4. Provavelmente foi isso mesmo. Empresas pensam em tudo.

      Excluir
    5. Marcos, foi como eu disse, por questões logísticas esses gibis passaram a vir a cada 4 semanas. Como o ano tem 52 semanas, resultava em 13 edições por ano.

      Excluir
  7. Marcos, você sabe algo sobre esta história?

    http://matizesescondidos.blogspot.com.br/2012/04/qualquer-semelhanca-e-mera-coincidencia.html

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. História normal para a época, sobre o cara que citaram talvez seja um conhecido do roteirista ou da MSP e quiseram fazer homenagem.

      Excluir